Apenas 79 municípios no mundo são certificados como cidades inteligentes. Cidade passou por um processo rigoroso, que levou em consideração 276 indicadores

Na quarta-feira (16), São José dos Campos foi certificada como a primeira cidade inteligente do Brasil. O reconhecimento se deu por meio de uma parceria entre o Parque Tecnológico São José dos Campos e a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), e a certificação deve-se à metodologia aplicada, que levou em consideração 276 indicadores, divididos em diversos setores, como serviços urbanos e qualidade de vida.

A certificação tem como principal objetivo não apenas destacar os fatores de aplicação tecnológica, mas como melhores práticas afetam a qualidade de vida dos cidadãos. Para ser considerada inteligente, a cidade precisa estar de acordo com as normas da ISO, que são regulamentadas pelo World Council on City Data (WCCD), instituição ligada à Organização das Nações Unidas (ONU).

Canecas Personalizadas

São José dos Campos conquistou a certificação de cidade inteligente nas três normas ISO designadas para esta finalidade: NBR ISO 37120, NBR ISO 37122 e NBR ISO 37123 – cada uma delas possui ênfase em tópicos essenciais para o bom funcionamento de um município. A norma ISO 37120 refere-se à qualidade de vida e sustentabilidade; a ISO 37122, à tecnologia; e a ISO 37123, à capacidade de prevenção e ação diante de desastres naturais e à economia da cidade, chamado de resiliência.

O protagonismo em uma certificação vem de ações e projetos concluídos que possam ser evidenciados por um órgão certificador, Jeferson Cheriegate, diretor-geral do PqTec destaca a contribuição do Parque para a conquista da certificação. “Nosso papel foi integrar o conhecimento do PqTec à área de smart cities e ser um facilitador no processo, desde o levantamento e orientação de focal points até a adequação destas evidências. Uma expertise que nos permite ajudar o País na equalização da qualidade de vida nas cidades”, comenta Cheriegate.

Para o presidente da Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT, Mario William Esper, a partir da certificação, gestores públicos terão acesso a dados padronizados e auditados por organismo independente, que serão utilizados para orientar decisões de gestão e planejamento. “O processo de certificação com base nos padrões ISO é uma iniciativa inédita no Brasil. A ABNT sendo representante única da International Organization for Standarlization (ISO), possui credibilidade para realizar certificações em todo o território nacional, atendendo aos diversos segmentos da indústria, comércio e serviços”, ressalta o presidente.

Indicadores

Atualmente, apenas 79 municípios no mundo são certificados como cidades inteligentes. Para estabelecer um padrão para aplicação das normas e, consequentemente, a certificação para as cidades brasileiras, a ABNT fez a adoção e validação dos indicadores e, em parceria com o PqTec e a Prefeitura Municipal de São José dos Campos, executou o processo para certificação.

Para receber a certificação de cidade inteligente é necessário passar por um processo rigoroso, composto por quatro etapas: envio dos indicadores e normas aos responsáveis, análise dos documentos recebidos e cadastro, auditoria da consultoria especializada Smart Frees e, por fim, a auditoria da ABNT. Durante o processo de certificação, cada um dos 276 indicadores precisaram ser comprovados por meio de evidências documentais.

Metodologia de diagnóstico e acompanhamento de certificação

O trabalho desenvolvido pela equipe do Parque Tecnológico gerou metodologia própria de diagnóstico de cidades inteligentes e de acompanhamento do processo de certificação. O PqTec pode ser acionado por outros municípios para realizar mapeamento de indicadores e, assim, diagnosticar se a cidade tem as qualificações necessárias para se certificar.

Sobre o Parque Tecnológico São José dos Campos

O Parque Tecnológico São José dos Campos foi criado em 2006 e é um dos maiores complexos de inovação e empreendedorismo do Brasil. Tem a missão de promover ciência, tecnologia, inovação e empreendedorismo, visando o desenvolvimento competitivo e sustentável das empresas e instituições vinculadas. Ocupa uma área de 188 mil m², onde estão instaladas 152 empresas, 5 institutos de ciência e tecnologia e 10 institutos de ensino e pesquisa.

Matéria anteriorRede de franquia de limpeza comercial se destaca como pioneira na utilização da Limpeza Sustentável em seus processos
Próxima matériaCeará sediará Intersolar Summit Brasil Nordeste 2022 em abril

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 + 5 =