Aos 120 anos, Gerdau associa iniciativas de voluntariado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU)

Dia 5 de dezembro foi comemorado o Dia Internacional do Voluntariado, cujo objetivo é valorizar os voluntários e espalhar o espírito de solidariedade. Desde a sua fundação, há 120 anos, a Gerdau é norteada pelo respeito pelas pessoas, princípio que marcou a trajetória da companhia que, consciente da sua responsabilidade no desenvolvimento social das regiões onde atua, promove iniciativas e mobiliza pessoas em prol da transformação social.

A estratégia de atuação da companhia no âmbito social tem o objetivo de fornecer apoio técnico, financeiro e de voluntariado a pessoas e organizações, para que sejam capazes de transformar a si mesmas e ao seu entorno, gerando mudanças positivas nas comunidades. Distribuído em três pilares – habitação, educação empreendedora e reciclagem – o Programa de Voluntariado da Gerdau realizou, até novembro de 2021, mais de 180 ações com mais de 1130 horas doadas e mobilizou mais de 750 colaboradores e colaboradoras.

Canecas Personalizadas

Os voluntários e voluntárias atuaram em causas como Educação de Qualidade (90 ações), Saúde e Bem-estar (63 ações), Erradicação da Pobreza (48 ações) e Fome zero e Agricultura sustentável (22 ações). Estas causas estão atreladas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), uma vez que a Gerdau assumiu o compromisso de promover ações alinhadas aos 17 ODSs ao tornar-se signatária do Pacto Global da ONU em 2019.

“Quando temos consciência do nosso papel social, buscamos transformar intenções em ações concretas, impactando positivamente a vida das pessoas e da sociedade ao nosso redor. Atuar em ações voluntárias em meio a uma pandemia intensificou nosso desafio, mas multiplicou o valor e o impacto positivo gerado em cada participação”, afirma Caroline Carpenedo, diretora global de Pessoas e responsabilidade social da Gerdau. “Em 2021, por muitos momentos, nosso time ficou impedido de realizar ações presenciais para beneficiar um número ainda maior de pessoas. Ainda assim, conseguimos nos adaptar para continuar moldando o futuro. Realizamos diversas ações de forma on-line, impactando pessoas e transmitindo conhecimento e isso só foi possível com o trabalho incansável realizado por cada participante do programa, que viveram o nosso propósito – empoderar pessoas que constroem o futuro – no seu dia a dia”, completa.

 

Matéria anteriorInstituto Dona Anna inaugura jardim sensorial em Joinville
Próxima matériaEmpresa de produtos para a saúde adere à Aliança Global para a Energia Sustentável

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

12 − onze =