Objetivo é fortalecer a atuação das instituições financeiras brasileiras no financiamento à infraestrutura sustentável local

A Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE) assinou, em Brasília, memorando de entendimento com o FONPLATA – Banco de Desenvolvimento que possui membros de cinco países da América do Sul: Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai. O objetivo da parceria é fortalecer a atuação das instituições financeiras de desenvolvimento brasileiras no financiamento de projetos que promovam o desenvolvimento sustentável, em especial à infraestrutura sustentável local.

O contrato de parceria entre ABDE e Fonplata prevê como atividades centrais a troca de informações, realização de estudos, organização de eventos e a prospecção de oportunidades de atuação conjunta, além da captação de recursos dos associados da ABDE com a entidade sul-americana.

Canecas Personalizadas

“As parcerias com entidades internacionais do porte do Fonplata são fundamentais para avançarmos na agenda de desenvolvimento sustentável. Construímos um acordo de cooperação com um amplo conjunto de atividades e que fortalecem as instituições financeiras de desenvolvimento brasileiras para esse propósito”, afirmou o presidente da ABDE, Sergio Gusmão Suchodolski.

A ABDE tem firmado uma série de parcerias com bancos multilaterais de desenvolvimento e organismos internacionais, a fim de permitir a cooperação técnica e capacitação dos integrantes do Sistema Nacional de Fomento. A meta é trazer a agenda de sustentabilidade, em especial à ligada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), para a realidade brasileira.

Entre as entidades com parcerias firmadas com a ABDE estão o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a Associação Latino-Americana de Instituições Financeiras para o Desenvolvimento (Alide), a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH e a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD).

 

Matéria anteriorProjeto incentiva estudantes a desenvolverem soluções para o consumo consciente de energia elétrica
Próxima matériaPesquisa inédita mostra que a recuperação energética evita 96% de lixo e 91 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera no Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × três =