A Mercy For Animals (MFA), que enviou comitiva ao Quênia para acompanhar o debate inédito, vê decisão internacional como um passo fundamental na preservação da vida no planeta e um marco histórico para a proteção dos animais

A Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou no início de março uma resolução inédita que introduz o bem-estar animal como preocupação política essencial no Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA). O aval à proposta foi consenso entre os 193 países-membros durante assembleia em Nairóbi, no Quênia.

resolução foi submetida inicialmente à ONU por Gana, Senegal, Burkina Faso, Etiópia, República Democrática do Congo, Paquistão e Sudão do Sul. A aprovação significa o comprometimento dos países em proteger os animais e seus habitats, além de cumprir requisitos de bem-estar animal. Outro ponto é que o PNUMA faça um estudo sobre a conexão entre bem-estar animal, meio ambiente e desenvolvimento sustentável.

Canecas Personalizadas

“A aprovação é uma ótima notícia, pois, pela primeira vez na história, o bem-estar animal será tratado de forma oficial e muito mais séria pela ONU, incluindo a relação sobre a forma como os animais são tratados e as principais crises ambientais que o planeta enfrenta. É um marco histórico para os animais e para o movimento de proteção animal”, destaca Lucas Alvarenga, vice-presidente de Desenvolvimento Internacional da Mercy For Animals (MFA) que, ao lado da presidente da MFA, Leah Garcés, esteve no Quênia acompanhando o debate inédito.

Entre os motivos que contribuíram para a proposta avançar na ONU estão deter a perda da biodiversidade, mitigar as mudanças climáticas, reduzir a poluição e reduzir o risco de novas doenças zoonóticas infecciosas como formas de alcançar o desenvolvimento sustentável.

No Brasil, a MFA faz parte da coalizão de 27 organizações que enviaram uma carta ao Ministério do Meio Ambiente, em janeiro, pedindo que o governo apoiasse a resolução. Juntas, as entidades contam com mais de 1 milhão de membros e apoiadores no país.

“A decisão da ONU é um passo importante para termos um planeta mais sustentável e que respeite todos os seres. Também oferece à comunidade global uma oportunidade de avanços significativos para o bem-estar animal, com impacto direto em impulsionar um novo paradigma na construção de sistemas alimentares sustentáveis e justos”, afirma Cristina Mendonça, diretora executiva da MFA no Brasil.

Matéria anteriorPimp My Carroça lança Programa de Embaixadores focando em ações locais de apoio socioambiental
Próxima matériaDe forma pioneira no Brasil, varejista adota algodão regenerativo para produção de coleções

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × 2 =