O documento apresenta informações como as emissões de CO2, de consumos de água, dados da diversidade e principais indicadores ESG da Gerdau

A Gerdau publica seu Relatório Anual 2020, com informações sobre suas iniciativas de sustentabilidade, estratégia de negócios e desempenho financeiro baseadas, pela segunda vez, nas normas da Global Reporting Initiative (GRI), reforçando seu compromisso de transparência com seus públicos de interesse. Neste ano, a empresa também reúne os seus principais indicadores em uma publicação separada, estruturada para facilitar a busca pelos principais indicadores ESG (meio ambiente, social e governança, na sigla em inglês).

Canecas Personalizadas

O documento reúne cerca de dezenas de indicadores, entre conteúdo geral e desempenhos específicos, para orientar o leitor na análise do desempenho econômico, social, ambiental e de governança em 2020 da empresa. O material traz também a matriz de materialidade da Gerdau e faz correlação entre os indicadores e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Além disso, o relatório realizou, este ano, a correspondência dos dados GRI com parte dos indicadores aderentes ao padrão da Sustainability Accounting Standards Board (SASB).

“Quando olho para trás e vejo tudo que realizamos ao longo do ano, nas mais variadas frentes, desde a priorização da saúde e da segurança das pessoas, os consistentes resultados financeiros até os importantes avanços nas nossas iniciativas de ESG, tenho a certeza de que todas as nossas conquistas têm uma única razão: nosso propósito, representado pelas nossas pessoas”, afirma Gustavo Werneck, diretor-presidente (CEO) da Gerdau.

“Para avançarmos em direção à Gerdau do futuro, é preciso criar bases sustentáveis. Neste sentido, destaco que nossas iniciativas de gestão do clima foram classificadas pelo Carbon Disclosure Project (CDP), no módulo de Mudanças Climáticas, como B-, pontuação acima da média da América do Sul e de seu setor, e continuamos trabalhando para sermos uma empresa cada vez mais inclusiva e diversa, com importantes avanços, como o aumento no número de mulheres ocupando posições de liderança na companhia”, completa Werneck.

O Relatório Anual 2020 da Gerdau pode ser acessado neste link . Abaixo, destacamos alguns dados ESG:

  • R$ 417 milhões em investimento ambiental, incluindo a melhoria de práticas de ecoeficiência e tecnologias para a proteção do ar, da água e do solo;
  • 11 milhões de toneladas de sucata ferrosa reciclada pela Gerdau no mundo – 73% do aço produzido nas usinas da Gerdau é a partir de sucata (cada tonelada de aço produzida com sucata ferrosa equivale a deixar de emitir 1,5 tonelada de gases de efeito estufa);
  • 97,7% da água utilizada nos processos de produção é reaproveitada;
  • 78% de reaproveitamento de resíduos;
  • R$ 20 milhões investidos no enfrentamento da Covid-19: construção de centros de tratamento para a Covid-19 em São Paulo e no Rio Grande do Sul, além da doação de EPIs;
  • Criação de meta para a diversidade: alcançar 30% de mulheres nas posições de liderança até 2025, desafio vinculado à remuneração de longo prazo da alta liderança da empresa;
  • R$ 40 milhões em investimento social para projetos de educação empreendedora, habitação e reciclagem.
  • Emissões de CO2: 0,93 tCO2e/t de aço produzido, que representa aproximadamente a metade da média global da indústria do aço.
Matéria anteriorPesquisa Amcham aponta recorde de engajamento ESG no setor privado brasileiro 
Próxima matéria“Ameaçados” traz uma reflexão sobre o futuro do planeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois + 4 =