CFO do Grupo ZF, Dr. Konstantin Sauer.
  • Grupo de Tecnologia ZF levanta 500 milhões de euros para investimentos em mobilidade elétrica e energia eólica

 

  • O novo Framework de Financiamento Verde da ZF define as condições e critérios para financiamento sustentável na empresa

Pela primeira vez, a ZF Friedrichshafen AG emitiu um título verde. A empresa utilizará 500 milhões de euros para financiar seus negócios de energia eólica e mobilidade elétrica. A ZF é a única empresa de tecnologia que desempenha um papel importante em ambas as tecnologias e pode, portanto, reduzir holisticamente as emissões de gases de efeito estufa – porque a mobilidade elétrica, que protege o clima, precisa de eletricidade gerada de forma sustentável.

Canecas Personalizadas

“Com este título verde, criamos um instrumento financeiro atraente que nos ajuda a financiar tecnologias futuras sustentáveis. Estamos tratando de novos investidores e podemos alinhar nosso financiamento com as metas de sustentabilidade da empresa, e também com nossa estratégia de “Mobilidade de Próxima Geração”, disse o CFO do Grupo ZF, Dr. Konstantin Sauer. Uma meta integral da estratégia da ZF é ser totalmente neutra para o clima até 2040.

A obrigação emitida pela ZF Finance GmbH na Bolsa de Valores do Luxemburgo, destinada a investidores institucionais, despertou grande interesse e apresentou um excesso de subscrições na ordem de seis vezes. Tem um prazo de seis anos e um rendimento de 2,0%. A ZF fez a emissão no âmbito do programa EMTN (Euro Medium Term Note) lançado no ano passado, permitindo uma emissão de obrigações mais rápida e flexível.

A base para a questão é o novo Framework de Financiamento Verde da ZF. Neste contexto, a ZF definiu as condições gerais e os critérios para um financiamento sustentável; atende aos padrões internacionais ICMA – International Capital Market Association e da União Europeia (Regulamento de Taxonomia e Padrão de Títulos Verdes da UE). Os recursos obtidos sob este Framework de Financiamento Verde serão predominantemente direcionados para as categorias “Transporte Limpo” e “Energia Renovável” do ICMA. Neste caso, os 500 milhões de euros serão destinados a projetos e investimentos na unidade de negócio de energia eólica e para a produção de acionamentos para veículos elétricos. Ambas as áreas estão experimentando um crescimento dinâmico – uma tendência que continuará no longo prazo devido aos esforços globais de proteção do clima.

Em sua Opinião de Segunda Parte (SOP) independente, o ISS ESG, um ramo da Institutional Shareholder Services, certificou a ZF como tendo um perfil de sustentabilidade convincente como base para a emissão de títulos verdes.

“Estamos convencidos de que o Green Finance é uma ferramenta eficaz para direcionar investimentos em projetos que tenham um benefício ambiental e contribuam para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável globais, bem como os do Acordo de Paris”, disse o Dr. Konstantin Sauer.

 

Matéria anteriorSão Paulo ganha novas usinas solares
Próxima matériaFormação dos consumidores do futuro é tema de debate

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 × 3 =