Home Notícias São Paulo ganha novas usinas solares

São Paulo ganha novas usinas solares

31
0

GreenYellow investe R$ 29 milhões e concluirá obras em Riolândia, Coroados e Presidente Epitácio até o final de 2021, com apoio da InvestSP  

A GreenYellow, empresa francesa de soluções em energia, deve concluir até o final de 2021 mais três usinas solares fotovoltaicas no estado de São Paulo. As unidades estão sendo construídas em três municípios paulistas de diferentes regiões. Com investimento total de R$ 29 milhões, as novas usinas estão localizadas em Riolândia, Coroados e Presidente Epitácio.

O Brasil possui um potencial de geração solar muito grande e, com a urgência do tema ambiental, a GreenYellow tem visto um aumento na demanda por soluções energéticas de baixo impacto. Quando as três novas plantas estiverem plenamente em operação, elas evitarão que 1.440 toneladas de CO² sejam emitidos na atmosfera.

“Além do viés econômico, representado por investimentos robustos, há também o aspecto ambiental, que atrai a atenção da sociedade de uma forma muito positiva, uma vez que contribui para a geração de energia limpa”, diz Marcelo Varlese, diretor comercial da GreenYellow.

A InvestSP, que trabalhou com a GreenYellow na implementação das usinas que já operam em Penápolis e Barbosa, presta suporte na construção das novas instalações. “O respeito ao meio ambiente já é uma realidade na estratégia de atuação das grandes empresas. O modelo de negócio da GreenYellow possibilita uma forma mais limpa e eficiente de consumo de energia. Isso mostra que temos condições de crescer e respeitar o meio ambiente, o que é uma grande preocupação no estado de São Paulo”, afirma Wilson Mello, presidente da InvestSP .

No começo de 2021, a GreenYellow anunciou o plano de investir R﹩ 350 milhões no país e direcionar R$ 270 milhões desse montante para a geração de energia fotovoltaica. A empresa possui hoje 46 usinas em operação ou construção no Brasil, onze delas estão no estado de São Paulo, sendo responsáveis por 27% da potência instalada da empresa em território brasileiro.

Previous articleEmpresa nacional capta R$ 1,5 bilhão em SLD (Sustainability-Linked Debêntures), na maior e mais longa emissão desta modalidade 
Next articleGrupo de Tecnologia alemã emite, pela primeira vez, título verde

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

cinco × três =