Condomínio de casas em São José dos Campos, em São Paulo, está sendo construído com produto que apresenta redução de CO2 de até 50%

A LafargeHolcim firmou contrato com a N. S. A. Incorporações para fornecimento do Concreto Verde (EcoPact), da marca Holcim, que está sendo utilizado na construção de um condomínio horizontal com 20 unidades habitacionais, em São José dos Campos (SP). O empreendimento imobiliário, que será o primeiro do Brasil a receber o novo produto, está adotando as medidas necessárias para ser o primeiro do Vale do Paraíba a obter a certificação da Green Building Brasil (GBC), chancela de credibilidade internacional, voltada para sustentabilidade em construções residenciais.  Esta será a primeira entrega do produto no Brasil. Fruto do investimento da LafargeHolcim em pesquisa e tecnologia, o Concreto Verde apresenta corte de até 50% nas emissões de CO2, além de excelente qualidade, reduzindo a necessidade de manutenções nas edificações em que é utilizado.

“Esta é a nossa primeira entrega de Concreto Verde. O produto se enquadrou muito bem ao projeto do cliente, que é desenvolvido com um conceito ecológico e voltado para a sustentabilidade na construção. Além da redução de CO2, oferecemos um produto de alta resistência, performance e durabilidade. Estamos sempre trabalhando para desenvolver soluções sustentáveis, diferenciadas e com alto valor agregado aos clientes”, explica Eduardo Sales, diretor de Concreto e Agregados da LafargeHolcim.

Canecas Personalizadas

Inicialmente, está prevista a entrega de 200 metros cúbicos de Concreto Verde, o equivalente a cerca de 30 caminhões, para a construção das 20 casas. O produto foi escolhido pela incorporadora por se adequar ao conceito do empreendimento, cuja premissa é a utilização de diversos materiais e tecnologias para auxiliar na redução do consumo de recursos naturais e emissão de poluentes. A Certificação GBC Brasil Condomínio® é aplicável a novas construções de condomínios multifamiliares e avalia as fases de projeto e obra a fim de reconhecer residências mais eficientes e confortáveis. Para tanto, a certificação analisa, mediante relatórios e auditorias presenciais, o atendimento a diversos pré-requisitos e créditos, divididos em 8 categorias.

“Estamos investindo na construção sustentável, pois enxergo que esse é o único norte para a construção no mundo. O uso do Concreto Verde no projeto é uma das medidas que estamos adotando para minimizar os impactos ambientais, conforme os parâmetros estabelecidos na certificação. Nesse empreendimento, nosso foco é realizar um projeto realmente sustentável, numa área integrada com a natureza, melhorando a qualidade de vida das pessoas”, explica Haroldo Mota, proprietário da N. S. A. Incorporações.

Matéria anteriorSão Paulo recebe pontos para descarte de resíduos
Próxima matériaEstudo aponta que 86% dos negócios na América Latina possuem estratégia de sustentabilidade, mas apenas 37% a colocaram em prática

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × 3 =