Levantamento interno permite tomar decisões como a troca de combustível da frota de veículos

Sempre atenta a melhorias no quesito sustentabilidade, a GEMÜ do Brasil realizou um levantamento de emissões diretas e indiretas de carbono associadas às suas atividades internas. O resultado foi bastante positivo e possibilitou agir imediatamente em prol do meio ambiente, com a substituição do combustível da frota de veículos utilizada em São José dos Pinhais (PR) e São Paulo (SP) de gasolina para etanol.

“As nossas emissões apontadas no relatório ficaram dentro da média do setor, mas houve a oportunidade de melhorar ainda mais na combustão móvel (carros e caminhão), e logo decidimos aplicar isso”, conta o supervisor de Qualidade da GEMÜ, Fábio Kuriyama. Ele destaca que não houve custo na medida, ou seja: trata-se de uma simples adequação disponível a todas as empresas.

Canecas Personalizadas

Uma consultoria especializada realizou o inventário. Outra ação realizada para mitigar as emissões foi o engajamento dos colaboradores na eficiência energética da unidade fabril de São José dos Pinhais (PR), com a distribuição de uma cartilha criada pela Copel para boas práticas no uso da energia elétrica.

“Com a crise hídrica, quanto mais economizarmos energia, melhor, pois o custo financeiro e ambiental das outras fontes não hidrelétricas é alto”, destaca o especialista.

Compromissos ESG na prática

Além de verificar e atuar para reduzir emissões de carbono, a GEMÜ coloca em prática outras ações nos quesitos ESG (que engloba o meio ambiente, o social e a governança). Exemplo disso foi a medalha de bronze do Ecovadis, do grupo Together for Sustainability, iniciativa conjunta de empresas químicas que promove desde 2011 um programa de avaliação das práticas de sustentabilidade dentro da cadeia global de fornecimento do setor. A ideia é criar sinergia para otimizar recursos dessas empresas e fazer cada vez mais, com auditoria unificada.

A GEMÜ ficou em 2020 entre as empresas 50% mais bem avaliadas. O resultado indica práticas consistentes nos quatro pilares da responsabilidade social empresarial: meio ambiente, práticas trabalhistas e direitos humanos, ética e compras sustentáveis.

 

Matéria anteriorPrimeiro voo com combustível 100% sustentável é realizado na França
Próxima matéria76% dos brasileiros afirmam que crianças devem aprender sobre diversidade já na pré-escola, aponta pesquisa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

sete + cinco =