Lançado pela HOPE, a ação receberá doações de calcinhas, sutiãs e pijamas, que serão higienizados e doados a mulheres em vulnerabilidade social

Com o objetivo de reduzir o seu impacto ambiental e ajudar mulheres em vulnerabilidade social, a HOPE criou o projeto Doe Esperança. A iniciativa prevê a arrecadação de calcinhas, sutiãs e pijamas usados, que depois da correta desinfecção e higienização, serão doados a instituições filantrópicas de assistência a à escolha de cada lojista.

Uma das instituições beneficiadas pelas doações da HOPE na capital paulista é a “Entrega por SP”. Para Débora Spitzcovsky, coordenadora do projeto, muitas vezes as pessoas não sabem que a roupa íntima pode ser doada e, por isso, é necessário dar visibilidade ao tema. “O projeto oferece às mulheres e meninas em situação de vulnerabilidade a oportunidade de manter uma higiene íntima mais saudável. Aquela peça que está no armário há tempos sem uso, porém em bom estado, pode garantir mais saúde, dignidade e incontáveis sorrisos para quem está em situação vulnerável”, reforça.

Canecas Personalizadas

Segundo Sandra Chayo, diretora de Estilo e Marketing e sócia do Grupo HOPE, além de ajudar mulheres em situação de vulnerabilidade, o projeto Doe Esperança propõe uma mudança de comportamento cultural. Assim, ao mesmo tempo em que propicia o aumento do ciclo de vida das peças, a ação visa também reduzir o descarte desnecessário, diminuir o lixo têxtil e doar peças essenciais a pessoas que não as tem.

“Queremos mostrar que é possível, sim, doar peças íntimas em bom estado em vez de descartá-las no lixo comum, picar ou queimar”, explica Sandra. “Nosso objetivo é também reeducar sobre a doação de peças íntimas para que futuramente essa seja uma prática comum”.

A iniciativa receberá calcinhas, sutiãs e pijamas — que devem estar em boas condições de uso – de todos os modelos, cores e marcas. Antes de as peças serem doadas, cada loja realizará a higienização das peças doadas em sua loja em lavanderias, seguindo instruções de lavagem que garantem a biossegurança e limpeza eficaz, como esterilização da máquina a cada ciclo de lavagem, água em temperatura elevada e entrega em embalagem vedada da lavanderia, evitando o contato externo durante a entrega.

O projeto contará com a parceria da WashOut, empresa de tecnologia sustentável, social e humana que conecta pessoas que necessitam de uma renda extra a pessoas que precisam de suas roupas lavadas. Graças a um treinamento rígido e um método próprio de lavagem, os Washers – pessoas inscritas na plataforma – conseguem lavar as peças com padrão o profissional exigido pelo projeto.

Inicialmente, o projeto-piloto foi realizado em três lojas de São Paulo: Shopping JK Iguatemi, Shopping Morumbi e Oscar Freire e, atualmente, está em expansão para as lojas exclusivas HOPE e unidades HOPE Sob Medida.

Saiba mais

  • Podem ser doados calcinhas, sutiãs e pijamas em bom estado.
  • As peças devem estar com sua função de uso preservada. Por exemplo: um sutiã sem o fecho não funciona mais como um sutiã. Portanto, não é uma peça funcional.
  • É importante frisar: doação não é descarte. Assim, as peças precisam estar em bom estado de conservação, sem rasgos e higienizadas.

 

Matéria anteriorPrograma de apoio no enfrentamento à pandemia é finalizado em municípios de Pernambuco
Próxima matériaEmbalagens de presente: descarte correto permite que resíduos sejam enviados para a reciclagem

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

12 − sete =