O Mercado Livre — empresa líder em tecnologia para o e-commerce e serviços financeiros da América Latina — abriu inscrições para a terceira edição do Redes para o Futuro, um programa latinoamericano de formação profissional voltado à educação e a empregabilidade de jovens nas comunidades onde a empresa atua. Serão 200 vagas em Cajamar (SP), onde o Mercado Livre possui três centros de distribuição, e 50 em Extrema (MG), onde mantém outro centro inaugurado neste ano. As inscrições para São Paulo  e Minas Gerais  podem ser realizadas até 15 de agosto.

Com duração de cinco meses, a formação será 100% online e focada no desenvolvimento de competências socioemocionais, digitais e técnicas na área de logística. Além da possibilidade de participar de processos seletivos internos da companhia, os participantes recebem ainda apoio para inserção profissional em outras empresas. Para participar é preciso ser residente de Cajamar (SP) ou Extrema (MG) e regiões adjacentes.

“Por meio desse programa, buscamos contribuir para a formação e inclusão de jovens no mercado de trabalho, construindo pontes para oportunidades reais de desenvolvimento e futuros mais inclusivos”, destaca Laura Motta, gerente de sustentabilidade do Mercado Livre no Brasil. “Oferecemos apoio para que esses jovens possam realizar a formação online e totalmente à distância, contribuindo para o desenvolvimento da mão de obra local”, completa. Com início ainda em agosto, a previsão é de que os participantes estejam formados entre o final deste ano e início de 2022.

No Brasil, o Redes para o Futuro conta com a parceria do Instituto Aliança e do SENAI e, ao longo das duas edições anteriores, já formou mais de 350 jovens nas cidades de Cajamar (SP), Governador Celso Ramos (SC) e Lauro de Freitas (BA), onde o Mercado Livre tem operações.

“A parceria com o Mercado Livre tem sido fundamental para o instituto, pelo patamar de qualidade que foi possível alcançar no atendimento aos jovens, possibilitando diminuir a lacuna tecnológica acirrada com a pandemia”, afirma Maria Adenil Vieira, diretora do Instituto Aliança. “As nossas ações têm como propósito a transformação de pessoas e sentimos no Mercado Livre o mesmo compromisso e sinergia de valores. Estamos convictos de que, juntos, estaremos beneficiando positivamente e influenciando projetos, programas e políticas de juventude no Brasil e na América Latina”, conclui.

Previous articleLoja de eletrônicos lança atendimento exclusivo em libras
Next articleEmpresa de logística terá aviões de carga totalmente elétricos

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

9 + seis =