O Mercado Livre — empresa líder em tecnologia para o e-commerce e serviços financeiros da América Latina — abriu inscrições para a terceira edição do Redes para o Futuro, um programa latinoamericano de formação profissional voltado à educação e a empregabilidade de jovens nas comunidades onde a empresa atua. Serão 200 vagas em Cajamar (SP), onde o Mercado Livre possui três centros de distribuição, e 50 em Extrema (MG), onde mantém outro centro inaugurado neste ano. As inscrições para São Paulo  e Minas Gerais  podem ser realizadas até 15 de agosto.

Com duração de cinco meses, a formação será 100% online e focada no desenvolvimento de competências socioemocionais, digitais e técnicas na área de logística. Além da possibilidade de participar de processos seletivos internos da companhia, os participantes recebem ainda apoio para inserção profissional em outras empresas. Para participar é preciso ser residente de Cajamar (SP) ou Extrema (MG) e regiões adjacentes.

Canecas Personalizadas

“Por meio desse programa, buscamos contribuir para a formação e inclusão de jovens no mercado de trabalho, construindo pontes para oportunidades reais de desenvolvimento e futuros mais inclusivos”, destaca Laura Motta, gerente de sustentabilidade do Mercado Livre no Brasil. “Oferecemos apoio para que esses jovens possam realizar a formação online e totalmente à distância, contribuindo para o desenvolvimento da mão de obra local”, completa. Com início ainda em agosto, a previsão é de que os participantes estejam formados entre o final deste ano e início de 2022.

No Brasil, o Redes para o Futuro conta com a parceria do Instituto Aliança e do SENAI e, ao longo das duas edições anteriores, já formou mais de 350 jovens nas cidades de Cajamar (SP), Governador Celso Ramos (SC) e Lauro de Freitas (BA), onde o Mercado Livre tem operações.

“A parceria com o Mercado Livre tem sido fundamental para o instituto, pelo patamar de qualidade que foi possível alcançar no atendimento aos jovens, possibilitando diminuir a lacuna tecnológica acirrada com a pandemia”, afirma Maria Adenil Vieira, diretora do Instituto Aliança. “As nossas ações têm como propósito a transformação de pessoas e sentimos no Mercado Livre o mesmo compromisso e sinergia de valores. Estamos convictos de que, juntos, estaremos beneficiando positivamente e influenciando projetos, programas e políticas de juventude no Brasil e na América Latina”, conclui.

Matéria anteriorLoja de eletrônicos lança atendimento exclusivo em libras
Próxima matériaEmpresa de logística terá aviões de carga totalmente elétricos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quinze + 9 =