Com algoritmo proprietário, empresa americana faz avaliação ESG da cadeia de suprimentos de grandes empresas, facilita crédito para pequenas e médias empresas e conecta fornecedores verdes com financiadores

Uma solução inovadora acaba de chegar ao Brasil: a arara.io, primeira Fintech de financiamento sustentável da cadeia de suprimentos. Nascida da experiência executiva de sócios estrangeiros e brasileiros, a startup americana faz a sua estreia no Brasil como ponte para a América Latina. A empresa é pioneira em combinar por meio de uma plataforma digital e taxonomia proprietária, produtos financeiros e climáticos para cadeia de suprimentos, com o objetivo de ajudar as empresas e seus fornecedores a atingirem suas metas ESG, ao mesmo tempo que conecta créditos verdes e sustentáveis com financiadores.

Segundo dados do Banco Mundial, existe um gap de financiamento a pequenas e médias empresas no Brasil de USD 100 bilhões de dólares, embora o país seja o maior mercado da América Latina. Além disso, as modalidades de financiamento disponíveis atualmente não endereçam questões de sustentabilidade e climáticas de modo relevante, focando apenas na análise financeira dos solicitantes de crédito.   Nesse contexto, a arara.io faz a conexão entre financiadores, previamente cadastradas na plataforma, a empresa âncora e os seus diversos fornecedores tendo como fio condutor objetivos e metas estratégicas climáticas e de ESG.

Canecas Personalizadas

arara.io oferece um atributo exclusivo que permite que as empresas âncora e seus fornecedores sejam analisados a partir de uma taxonomia própria, e ranqueados pelo ASE (Arara Sustainability Evaluation), que mensura a performance climática e sustentável da cadeia de Suprimentos e individualmente de cada fornecedor. A classificação obtida pelos fornecedores pode dar a eles condições diferenciadas para antecipação de recebíveis, entre outros benefícios, com taxas menores do que encontram no mercado de forma isolada, por meio do grupo de financiadores participantes da plataforma.

O economista Felipe Gutterres, CEO e co-founder da arara.io, destaca a importância de um olhar criterioso para os fornecedores: “Sabemos que, dos desafios climáticos de uma empresa, 30% estão dentro de suas próprias estruturas, mas 70% estão no supply chain.  Por isso decidimos criar um produto de financiamento sustentável da cadeia de suprimentos.  As cadeias de abastecimento de grandes empresas englobam milhares de empresas e, assim, ajudando-as a crescerem financeiramente de maneira sustentável, trabalhamos para a descarbonização e a sustentabilidade de todo o ecossistema”.

“Em breve, as empresas que não endereçarem essas questões e não avaliarem os riscos de sua cadeia de suprimentos perderão espaço significativo no mercado, já que os critérios ESG e climático têm cada vez mais se tornando uma exigência da sociedade, dos consumidores e regulatória.  Além de ainda existir muito valor a ser destravado para todo o ecossistema de abastecimento com a utilização de uma plataforma de financiamento sustentável para o supply chain” – esclarece Gutterres.

Matéria anteriorEmpresa impede que 2 bilhões de garrafas plásticas cheguem aos oceanos
Próxima matériaPúblico pode ajudar escolher nome de ecotrilha na Mata Atlântica

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

10 + 11 =