Dados colhidos em diferentes estudos conduzidos pela Tetra Pak e pelo Instituto Akatu apontam para a sustentabilidade como novo driver de consumo

As marcas que comunicam de maneira clara e efetiva sobre seus feitos ambientais ganharão mais espaço entre os consumidores, revela pesquisa da Tetra Pak. Atualmente, mais da metade dos brasileiros consideram essa informação ao realizarem suas escolhas, sendo que quase a totalidade da população (90%) reconhece como muito relevante as embalagens produzidas com materiais recicláveis e criação de novos produtos a partir de matérias-primas recicladas, mitigando a necessidade de recursos naturais, mantendo os materiais em uso por mais tempo, o que proporciona a economia circular.

Os dados estão disponíveis na pesquisa sobre Consumo de Embalagens Sustentáveis (Sustainable Packaging Consumer Research), realizada em 2021 pela fabricante de embalagens com o objetivo de entender as percepções dos consumidores sobre sustentabilidade e como elas impactam os modelos de consumo no setor de alimentos e bebidas. A pesquisa ouviu mais de 11,5 mil pessoas em 23 países, incluindo Brasil.

Canecas Personalizadas

De modo geral, a preocupação com as questões ambientais ainda se faz muito presente, com 87% dos consumidores se dizendo preocupados ou conscientes, e apenas 5% como desconectados da pauta. Os achados também apontam que a preferência por itens e produtos que substituem o plástico se intensificou. Termos como “carbono neutro” e “material de origem responsável” ganham relevância se explicados de maneira rápida e didática para o consumidor.

Uma direção para as marcas

Sob a mesma perspectiva, o Instituto Akatu e a GlobeScan divulgaram a pesquisa global Vida Saudável e Sustentável 2021, realizada em 31 países. Entre os dados revelados, 86% dos brasileiros declararam desejar reduzir seu impacto individual sobre o meio ambiente e a natureza. Além disso, os respondentes locais percebem com grande seriedade os problemas globais, com destaque para pobreza extrema, poluição da água e a pandemia de Covid-19.

Entre as conclusões, a pesquisa ressalta que, principalmente no pós-pandemia, os consumidores brasileiros esperam das empresas acesso a produtos sustentáveis de baixo custo e mais informações sobre as versões com o custo-benefício mais tangível. São resultados que servem para auxiliar na tomada de decisão de marcas que planejam contribuir em temas urgentes, como a pandemia e a crise climática, impulsionar a adoção de estilos de vida mais sustentáveis por parte dos consumidores e construir uma relação de confiança e compromisso com seus stakeholders.

Matéria anteriorSimpósio Nacional de Cidades Inteligentes será nos dias 18 e 19 de março
Próxima matériaFeira apresenta soluções para construção com menor impacto ambiental em sua “Rota da Sustentabilidade”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três × 4 =