O estudo foi uma das atrações do Fórum de Mulheres no Matcon, destaque na grade de programação da Feicon 2022

Uma pesquisa inédita chamada “Mulheres da Construção Desafios e Oportunidades”, promovida pelo Movimento Mulheres na Construção, mostra que as profissionais estão ganhando mais espaço e reconhecimento no setor de construção civil ao apontar que 78% das entrevistadas relataram mais oportunidades de crescimento pessoal e profissional através de cursos, flexibilidade no trabalho, possibilidades de home office, aumento de salários e escolaridade. O estudo foi apresentado, na quarta-feira (30), durante o Fórum de Mulheres no Matcon, destaque da Feicon 2022, a mais importante feira da construção civil da América Latina.

No intervalo de 14 anos, o número de trabalhadoras formais no setor cresceu de 521.118 para 782.593, entre 2006 e 2020. Apesar da ascensão, os índices indicam que a evolução participativa ainda precisa melhorar em segmentos como a indústria, que teve aumento de 3% no período; construção, 2,7%; comércio, 4% e outras atividades profissionais,1,6%, segundo dados apresentados durante a divulgação do trabalho.

Canecas Personalizadas

Realizada, entre os dias 7 e 18 de março, com 195 participantes de todas as regiões do país, a pesquisa teve como objetivo entender os obstáculos, prioridades e trazer parâmetros para impulsionar o setor. “Os resultados estão saindo do forno e compõem o perfil de mulheres de 21 a 72 anos ativas na área”, afirmou Katia Ratinieks, diretora da Skats Consultoria em Pesquisa de Mercado, responsável pelo estudo.

Entre os desafios está a igualdade de oportunidades, já que na construção civil, elas representam apenas 10,2% da mão de obra empregada, enquanto na indústria e no comércio do setor a participação é de 19,2% e 24,7%, respectivamente. “Nos serviços de arquitetura é onde o percentual é mais equilibrado. As profissionais atingem o índice de 42,2% das ocupações”, acrescentou Ratinieks. A pesquisa também aponta que 7 já em cada 10 mulheres já foram alvo de discriminação de gênero no trabalho.

Matéria anteriorUnião das marcas lança colab de tênis 100% Carbono Neutro
Próxima matériaFórum de Saneamento e Recuperação Energética já tem programação completa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezenove + um =