Com fórmulas veganas, zero plástico e até 100% de naturalidade, a marca inclui acessório para armazenar as barras produzido a partir de tecnologia inédita que captura gás metano e o transforma em bioresina

A primeira linha de produtos sólidos da Natura com fórmulas altamente naturais, sensoriais, veganas e de máxima performance promete ser zero plástico e nasce dentro de uma nova lógica de consumo a partir de soluções regenerativas para as pessoas e para o planeta.

Depois de mais de seis anos de pesquisa e tecnologia aplicadas, a marca materializa os princípios regenerativos ao empregar ingredientes derivados de soluções baseadas na natureza, como o óleo de dendê, produzido em sistema agroflorestal pioneiro, e o uso de bioresina, feita a partir de captura de gás metano e aplicada no desenvolvimento de acessório para armazenamento das barras.

Canecas Personalizadas

Um dos principais ingredientes é o óleo de dendê, produzido no primeiro sistema agroflorestal de dendê do mundo, o SAF Dendê. Liderado pela Natura há mais de 12 anos em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Cooperativa Agrícola Mista de Tomé-Açu (Camta), o projeto contrapõe a lógica da monocultura e cultiva dendê no Pará de maneira sustentável, aproximando a cultura da oleaginosa do seu ambiente original na floresta por meio da associação de diversas plantas no sistema de produção, como mandioca, banana, pimenta, ingá, cacau, açaí, bacaba e madeiras. Os tratos culturais nas áreas do SAF Dendê se baseiam no manejo agroecológico sem o uso de agrotóxicos, com adubação orgânica, adubação verde, cobertura viva e uso de biocaldas.

Segundo Andrea Álvares, vice-presidente de Marca, Inovação, Internacionalização e Sustentabilidade da Natura, o diferencial de Natura Biōme está nas escolhas: tanto no desenvolvimento dos produtos quanto nas embalagens, todas inteiramente pautadas por princípios de regeneração, com o menor impacto ecológico possível e reutilizando os recursos disponíveis. “O SAF Dendê revolucionou a maneira de produzir essa oleaginosa, é inteligente ao mimetizar a floresta e as relações benéficas de seus componentes, gerando diversos serviços ambientais, como a conservação do solo, da água e da biodiversidade da natureza”, explica Andrea.

Natura Biōme conta ainda com embalagens zero plástico, feitas de papel reciclado e reciclável pós-consumo. Internamente, os produtos são protegidos por filme celulósico biodegradável, obtido a partir de fontes renováveis e compostáveis.

O portfólio da marca também inclui um suporte exclusivo para uso das barras produzido a partir de uma tecnologia inédita que captura gás metano e o transforma em bioresina, tornando um gás potencialmente nocivo ao meio ambiente em material compostável e biodegradável. O acessório é fruto de uma parceria da Natura com a startup californiana Mango Materials, pioneira no desenvolvimento de novos materiais de impacto positivo para o planeta.

Atualmente, Natura Biōme está à venda na loja-conceito da marca na Oscar Freire, em São Paulo, rua que marcou o primeiro endereço da Natura, em produtos unitários e, futuramente, a granel, um novo formato que permite a customização da compra. A marca, em breve, também estará disponível no e-commerce próprio.

Matéria anteriorProjeto Gente Cuidando das Águas realiza ações de educação ambiental e recuperação de nascentes
Próxima matériaIndígenas dominam novas tecnologias e ampliam defesa de seus territórios

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × 5 =