O movimento salvou mais de 68 toneladas de alimentos em cinco meses e contribuiu com 122 mil refeições

Mais de um terço dos alimentos produzidos no mundo vai para o lixo. Isso significa que recursos importantes como água e solo são desperdiçados todos os anos em uma produção que não chega até o prato de quem mais precisa. Para tentar barrar o desperdício alimentar, o projeto “Unidos pela Comida”, criado pela Unilever, pretende criar uma rede de apoio alimentar para levar comida a quem precisa.

A iniciativa motiva que marcas doem alimentos próximos ao vencimento, que seriam descartados. Os produtos são levados para a Sefras, organização humanitária engajada no combate à fome, que é responsável por transformar esses alimentos em refeições deliciosas capazes de não só alimentar, mas acolher e reduzir o desperdício e em distribuí-las para pessoas em situação de vulnerabilidade.

Canecas Personalizadas

O projeto, que foi lançado no Dia das Mães, 9 de maio, cujo objetivo era conseguir salvar 4 toneladas de alimentos do desperdício, contribuir com 12 mil refeições e juntar 10 parceiros superou as expectativas, e foi possível salvar 7,9 toneladas de alimentos, contribuindo, assim, com 13.600 refeições. Além disso, até o final de outubro, a iniciativa permitiu que 68 toneladas de alimentos, que seriam desperdiçadas, contribuíssem com 122 mil refeições.

O Brasil está entre os 10 países que mais desperdiçam comida no mundo. De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, cerca de 30% da produção de alimentos no país é desperdiçada. Apenas em 2019, 931 milhões de toneladas de alimentos foram descartadas.

Parcerias em prol do fim do desperdício

Para viabilizar o projeto, a Unilever Brasil contou com diversos parceiros. Liderado por Hellmann’s, o “Unidos pela Comida” conta com a participação do projeto Infineat, que surgiu justamente para coletar alimentos que seriam descartados e os levar para quem precisa; e da organização humanitária Sefras, que atuam no combate à fome.

Outras marcas da própria companhia também participam – como Arisco, Knorr, Cremogema e The Vegetarian Butcher -, assim como de outras empresas – como Bauducco, Bonduelle, Coop e Renata. Para a próxima fase, além da prospecção de cozinhas e de novas empresas que queiram contribuir doando alimentos, outras marcas da Unilever darão ainda mais força ao projeto. São elas: Maizena e Mãe Terra.

Matéria anteriorConheça os bairros de SP com maior número de prédios sustentáveis
Próxima matériaIniciativa sustentável converte vendas em doações para projetos de defesa do meio ambiente na semana da Black Friday

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quinze − 11 =