A Liv Up, que desde a sua fundação se importa em gerar impacto positivo em toda a cadeia, foi destaque no Guia Exame Melhores ESG e tem chamado a atenção do mercado internacional por sua atuação

 

Canecas Personalizadas

A Liv Up é uma foodtech nascida em 2016 e que traz em seu DNA, desde a sua fundação, uma preocupação genuína em revolucionar o sistema de alimentação do Brasil, trazendo a sustentabilidade e temas de ESG de forma muito prática em todo seu modelo de negócio. Com a crescente preocupação do mercado sobre esses temas e a grande valorização de empresas que atuem em conformidade com eles, a startup tem se destacado e chamado atenção do mercado internacional por suas práticas sustentáveis e de economia circular, tendo figurado como destaque na categoria alimentos e bebidas do Guia Exame Melhores ESG , além de ser convidada para representar o Brasil em dois eventos internacionais chancelados pela ONU para debater as temáticas globalmente relevantes como desperdício na cadeia de alimentação e sistemas de economia circular.

A sigla ESG (Environmental, Social e Governance, do inglês ambiental, social e governança), usada para avaliar o quanto um negócio gera impacto positivo nos três âmbitos e ainda atua de forma consistente sobre os temas, tem ganhado força e chamado atenção do mercado com a proximidade do ano de 2030. O ano limite da agenda definida em 2015 pelos países da ONU sobre os 17 ODS e as 169 metas de desenvolvimento sustentável, tem colocado em perspectiva a atuação das iniciativas pública e privada e dado um tom de urgência para os temas de sustentabilidade e ESG, e como as empresas têm respondido à essas necessidades de readequação do sistema produtivo, como forma de apoiar o cumprimento dessas metas. Com isso, a Liv Up, tem aparecido como um modelo de como colocar em prática muitas dessas premissas e com seu crescimento acelerado, tem atraído olhares do mercado global para a sua forma de atuação de forma a gerar impacto.

A startup, que nasceu em 2016 com o propósito de mudar o mundo por meio da alimentação, iniciou suas operações vendendo refeições saudáveis prontas ultracongeladas e tem escalado seu negócio, sendo hoje uma plataforma inteligente para quem busca se alimentar bem. Atualmente oferece um mercado online com ingredientes frescos in natura, direto dos produtores parceiros, refeições congeladas feitas com os mesmos insumos e um delivery de pizzas e saladas que opera por meio de cloud kitchens instaladas na cidade de São Paulo, sem depender de aditivos químicos ou artificiais, as refeições são produzidas com ingredientes orgânicos provenientes de parcerias com agricultores familiares (atualmente 35 famílias). A empresa passou a fomentar o desenvolvimento da agricultura familiar e ampliação do mercado de orgânicos com tecnologia de ponta em um modelo escalável e sustentável que vem disruptando o setor de alimentação no Brasil. Estruturada em um modelo DTC (direct-to-consumer), a foodtech é constantemente orientada por dados e ao operar com a cadeia curta também consegue atuar de forma muito próxima aos parceiros, oferecendo apoio e otimizando processos, que levaram a empresa a obter uma taxa de desperdício abaixo de 2%, valor bem menor comparado ao da cadeia tradicional (que atualmente está em 30%, segundo dados da ONU).

Com uma visão da cadeia completa, a Liv Up atua em todas as pontas de forma a entregar o maior valor e impacto, seja na produção, com a parceria de Plantio dedicado com os agricultores, no incentivo à cadeia de reciclagem, compensando 100% dos resíduos sólidos que a empresa gera, passando pela logística e modais de entrega (atualmente 15% das entregas na GRande SP são feitas em bicicletas) e até mesmo na cultura da empresa e na relação com os colaboradores. ” A Liv Up é uma empresa que se importa com o mundo, com quem consome nossos produtos e também com quem produz. Para nós a comida boa de verdade, vai muito além do prato ou da cozinha, mas é a comida que faz bem para a gente e para o planeta. Por isso, desde nossa fundação, nos preocupamos em construir uma cadeia virtuosa de ponta a ponta.” afirma Pedro Martins, Líder de Sustentabilidade e Inovação da Liv Up. Pedro representará a foodtech na Cúpula Mundial de Sistemas Alimentares da ONU, no próximo dia 03 de junho, e no Food Systems Independent Dialogue, também das Nações Unidas, no dia 08, junto com empresas de outros países para abordar os temas de desperdício e de economia circular na cadeia alimentar.

Matéria anteriorCampanha Planet Partners e Você faz reciclagem solidária
Próxima matériaProjeto “Florestas do Futuro” já plantou o equivalente a 34 campos de futebol

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

sete + 19 =