Campanha mundial, que tem o objetivo de conscientizar sobre as necessidades de proteger o cerrado brasileiro, também foi lançada em Londres e Glasgow

Uma campanha para aumentar a conscientização sobre a necessidade de proteger o cerrado brasileiro, conhecido como “berço das águas”, foi lançada no Brasil e também nas cidades de Londres, na Inglaterra, e Glasgow, na Escócia, durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26).

Promovida pela RPMM Global, em parceria com a Rede Sementes do Cerrado (RSC) – uma organização sem fins lucrativos que trabalha com comunidades tradicionais do Cerrado, a campanha “No Vaccine For Climate Change”, na tradução para português, “não há vacina para a mudança do clima”, tem o objetivo de arrecadar fundos para continuar apoiando atividades de restauração ecológica, disseminação de conhecimento e geração de renda para as comunidades tradicionais do Cerrado, por meio de uma campanha crowdfunding.

Canecas Personalizadas

É urgente que ações de preservação de biodiversidade sejam realizadas, principalmente no Cerrado brasileiro, segundo maior bioma do Brasil e da América Latina. Para Mario Matos, fundador da RPMM Global, “o bioma Cerrado é considerado o reservatório de água do Brasil. O projeto une as comunidades para replantar as áreas perdidas para a agricultura intensiva e reverter os danos que estão sendo feitos”, explica.

Ações de lançamento foram realizadas em diferentes cidades do mundo

No Brasil, um avião com o banner #novaccineforclimatechange sobrevoou a cidade do Rio de Janeiro e algumas de suas famosas praias, incluindo Copacabana, Ipanema, Leme e Leblon, por ser um local de grande visibilidade nacional. O objetivo foi chamar a atenção e gerar engajamento das pessoas para a causa, marcando e compartilhando a # nas redes sociais.

“Nossa campanha, além de chamar a atenção para as mudanças climáticas, visa também a arrecadação de fundos a serem aplicados na preservação do Cerrado. Acredito que a proteção de qualquer bioma não se realiza apenas pelo método de abandono, muito menos diminuindo o desenvolvimento de um país. Em nosso caso, apontamos o mais novo método de regeneração do Cerrado, por meio da colheita e posteriormente no lançamento de sementes em uma determinada área degradada. Estamos em uma fase inicial da campanha, e esperamos captar recursos por meio das duas plataformas de financiamento coletivo já lançadas. Apesar das dificuldades, temos como objetivo aumentar as doações com a realização de um evento e quem sabe, um jantar de gala em Londres” afirma Raphael Collares, diretor de operações no Brasil da RPMM Global.

A RPMM Global também lançou um vídeo da campanha, que foi apresentado pelo jogador de futebol do Chelsea, Ruben Loftus-Cheek (www.instagram.com/rlc/), para o público em locais importantes de Londres, incluindo as Casas do Parlamento, juntamente com sites em Glasgow, onde a COP26 ocorreu. Para assistir ao vídeo, clique em https://youtu.be/iN8ETgvH6Ok.  A narração foi fornecida pela atriz Milanka Brooks (Black Mirror, The Windsors, Quatro casamentos e um funeral ( imdb.me/milankabrooks) e a música foi fornecida pela banda The Irrepressibles.

Campanha de arrecadação tem plataforma “tupiniquim”

Com o intuito de arrecadar doações no Brasil, foi criada uma plataforma no site Benfeitoria, no idioma português, com o objetivo de romper a barreira da língua e aumentar a confiança dos brasileiros nas doações para a campanha. Esta arrecadação terá duração de 60 dias e conta com a participação da artista Aline Mollo (https://www.instagram.com/alinesart2021/), que irá ceder alguns quadros para impulsionar os acessos na plataforma e ajudar a atingir a meta da campanha. Artistas que também tem interesse em aderir a causa podem doar obras para impulsionar a campanha no Benfeitoria. As obras serão doadas como recompensa, como uma contrapartida em uma relação ganha-ganha.

O objetivo da #novaccineforclimatechange é arrecadar 100.000,00 mil libras para ajudar a RSC. Para a campanha brasileira, as doações podem ser realizadas pelo link https://benfeitoria.com/restauracaodocerradobrasileiro?ref=campanhanacional. Veja o vídeo oficial da campanha em https://youtu.be/iN8ETgvH6Ok.

Evento em Londres irá arrecadar fundos para o Cerrado brasileiro

Para 2022, a RPMM Global está planejando apresentar o “RPMM Live: uma experiência musical em Festival – uma consciência do tamanho de um planeta”, um evento anual de música e entretenimento ao vivo para aumentar a conscientização sobre as mudanças climáticas. O evento será realizado em Greenwich, em Londres, na Inglaterra, no Old Royal Naval College e o tema central será a preservação do bioma do Cerrado e as consequências das mudanças climáticas que vem afetando o nosso Planeta, destacando a parceria com a RSC.

 

Matéria anteriorLivro sobre diversidade e inclusão começa a ser distribuído em escolas de Sumaré (SP)
Próxima matériaMaior reserva privada de Mata Atlântica do país lança programa de turismo científico

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três + quatro =