Consumidores têm acesso à solução que alia logística reversa à compostagem e permite que os produtos sejam totalmente convertidos em composto orgânico. Em 2020, com o isolamento social, as vendas de cápsulas de café cresceram 22%, em relação ao ano anterior – o cenário global levanta a questão sobre a destinação correta das embalagens pós-consumo

 

Canecas Personalizadas

Um levantamento feito pela consultoria norte-americana Nielsen Retail mostra que as vendas de cápsulas de café registraram no mundo uma alta de 22% em 2020, em relação ao ano anterior, sob o impacto do cenário de isolamento social. Em mais uma ação pioneira, a TerraCycle, líder global em soluções ambientais de resíduos de alta complexidade, desenvolveu em parceria com a Melitta um programa nacional de reciclagem para as novas cápsulas de café da marca que, além de proporcionar a destinação correta das embalagens, promove doações a instituições sem fins lucrativos e escolas públicas.

Para garantir a parceria, a marca lançou cápsulas de café biodegradáveis e compostáveis. Além disso, as novas embalagens são produzidas a partir de materiais de fontes renováveis e livres de transgênicos, bisfenol A e alumínio, possuem os certificados internacionais OK Biobased e OK Compost, e barreira ao oxigênio, que preserva o aroma e o sabor sem a necessidade de dupla embalagem. Na TerraCycle, os itens passam pelo processo de compostagem industrial e são transformados em composto orgânico que volta como nutriente para a terra. Em três anos, o programa já reciclou mais de 50 mil cápsulas de plástico da Melitta.

Na busca constante de engajar o consumidor como protagonista no processo de consumo sustentável, com ingresso em seus programas de reciclagem, a TerraCycle facilita o envio dos materiais para o Centro de Recuperação de Resíduos da entidade. O consumidor, de qualquer parte do Brasil, pode armazenar as cápsulas em uma caixa, realizar o cadastro no site da entidade e imprimir uma etiqueta que deve ser utilizada para despachar a caixa em qualquer agência dos Correios, sem nenhum custo.

As cápsulas coletadas são convertidas em doações para instituições assistenciais ou escolas públicas escolhidas pelos consumidores. Cada cápsula recebida corresponde a dois pontos TerraCycle, que equivalem a R$ 0,02. A pontuação é contabilizada para envios que contenham pelo menos 50 cápsulas – vale ressaltar que o consumidor pode enviar remessas menores, que terão o mesmo destino no processo de reciclagem, mas não serão revertidas em benefício financeiro.

A doação financeira para entidades e escolas públicas é uma atividade recorrente nas ações da TerraCycle. “Esse incentivo financeiro permite um maior engajamento por parte dos consumidores que se mobilizam tanto pelo aspecto social quanto pelo ambiental, sobretudo quando conhecem e se identificam com as instituições beneficiadas”, enfatiza a Renata Ross, gestora de Marketing e Relacionamento da TerraCycle. Para mais detalhes sobre o Programa Nacional de Reciclagem de Cápsulas de Café, clique aqui.

Matéria anteriorBlockchain além das criptomoedas: empresas usam a tecnologia para promover a regeneração do meio ambiente
Próxima matériaVarejista anuncia primeira loja circular do Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

9 + 14 =