Com apoio da PepsiCo Foundation, a organização enfrenta a epidemia de descarte de plástico nos oceanos

Para enfrentar a crescente problemática de despejo de resíduos plásticos nos cursos d’água ao redor do mundo, em 2018 nasceu a TerraCycle Global Foundation , uma organização sem fins lucrativos que conta com o apoio da PepsiCo Foundation para executar os projetos de despoluição de rios na Ásia.

Nações como China, Indonésia, Filipinas, Tailândia e Vietnã são responsáveis por mais da metade do plástico despejado nos oceanos. A crise é fruto da falta de investimento em sistemas sustentáveis de gestão de resíduos, da rápida urbanização e das baixas taxas de coleta de lixo. Em parceria com catadores de materiais recicláveis, a TerraCycle Global Foundation trabalha para superar o complexo desafio de coleta e reciclagem de resíduos nessas regiões.

Canecas Personalizadas

Na Tailândia, a fundação também realiza um trabalho de prevenção de descarte de resíduos, sensibilizando comunidades locais, governos, escolas e toda a sociedade civil para evitar que o lixo urbano e doméstico sejam despejados nos rios da cidade. Além disso, a organização desenvolve, fabrica e implementa um dos mais econômicos e eficientes sistemas de limpeza de rios no mundo, sendo que cada estação captura cerca de 65 toneladas métricas de resíduos por ano. Outro ponto de destaque é a facilidade de mantê-los funcionando, isso ocorre pois os sistemas são operados por equipes locais e não impactam o ecossistema dos cursos d’água.

Os resíduos coletados são destinados à reciclagem e transformados em uma variedade de novos produtos, como embalagens de bens de consumo, material de construção civil e de rodovias, além de construções comunitárias como parquinhos e academias ao ar livre. O rejeito, ou seja, material que não pode ser reciclado é convertido em energia.

A TerraCycle Global Foundation conta com agentes que recolhem os resíduos plásticos descartados incorretamente no meio ambiente e destinam aos locais de reciclagem. A entidade ainda colabora com organizações sociais, ambientais e educacionais para aprimorar os esforços de reciclagem e atendimento aos catadores, oferecendo salários justos, equipamentos de proteção, ferramentas, suprimentos, educação financeira, cuidados para crianças e treinamento em saúde e segurança.

 

Matéria anteriorCom a horta inteligente é possível cultivar o próprio alimento em casa
Próxima matériaTNC E PNUMA formalizam parceria pela restauração de ecossistemas no Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

16 − 8 =