Por meio do Projeto Floresta Microcity, os desktops ativados anualmente pelo parceiro da rede de farmácias possuem a emissão de carbono neutralizada por árvores plantadas nos biomas Mata Atlântica, no Parque Tietê (SP), e Cerrado (MT)

Primeira rede de farmácias presente em 26 estados e no Distrito Federal acaba de receber o “Certificado TI Verde” pela neutralização da emissão de carbono devido o consumo de energia elétrica de equipamentos ativados nas suas lojas, concedido pela Microcity.

A rede de farmácias neutralizou, por meio do Projeto Floresta Microcity¹, 218.700 quilos de carbono (CO2) emitidos na atmosfera pelo consumo de energia elétrica dos 8.854 equipamentos (end-points) existentes nas unidades da Pague Menos, ativados pela Microcity no período de 30 de agosto de 2020 a 20 de setembro de 2021. Na Pague Menos, a Microcity é responsável pela infraestrutura de TI de todas as lojas do Brasil, disponibilizando por locação ativos como computadores, leitor de códigos de barra, impressora térmica, além de serviços de instalação, desinstalação, manutenção com nível de serviço acordado e gestão.

Canecas Personalizadas

A Microcity é a empresa brasileira líder nacional do mercado de PC as a Service (PCaaS), segundo o IDC. “Temos pilares fortes de responsabilidades social, ambiental e governança. No ambiental, nosso foco é atuar alinhado ao core business da empresa, buscando a neutralização de carbono da operação, o descarte correto do lixo eletrônico (logística reversa), o patrocínio de brigadas de incêndio pantaneiras, a conscientização e educação dos stakeholders, entre outras iniciativas”, destaca Tiago Miranda, diretor Comercial e Marketing.

De 2010 a 2016, a Microcity fez um plantio massivo de árvores em dois biomas brasileiros: a Mata Atlântica, no Parque Tietê, na Grande São Paulo, e o Cerrado, em Mato Grosso. A cada desktop ativado no período, plantou-se uma árvore, totalizando atualmente quase 50 mil árvores plantadas para captar emissões de carbono.

Matéria anteriorDesmatamento no Cerrado traz alerta para segurança hídrica
Próxima matériaProjeto Fazer o Bem Faz Bem leva operação de postos de telessaúde em comunidades remotas do Amazonas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dez + sete =