Projetos vencedores receberão US$ 3 milhões em prêmios

Canecas Personalizadas

A uma semana para o encerramento, em 6 de maio, das inscrições para o Prêmio Zayed de Sustentabilidade, dos Emirados Árabes Unidos, o prêmio internacional pioneiro em recompensar impacto, inovação e inspiração, lança uma chamada final para empresas de pequeno e de médio portes, organizações não-governamentais e escolas secundárias de todo o mundo, enviarem suas candidaturas para a Edição 2022.

Inspirado pelo legado de desenvolvimento sustentável e humanitário do pai-fundador dos Emirados Árabes Unidos, o Sheikh Zayed bin Sultan Al Nahyan, o Prêmio está agora em seu 14º ciclo de inscrições e já reconheceu 86 vencedores cujas soluções ou projetos escolares transformaram, direta e indiretamente, positivamente as vidas de mais de 352 milhões de pessoas em todo o mundo.

Pequenas e médias empresas e organizações não-governamentais devem apresentar soluções de sustentabilidade nas categorias de Saúde, Comida, Energia e Água, além de demonstrar os seus resultados prévios sobre um conjunto de três quesitos: impacto, inovação e inspiração. A Categoria Escolas Secundárias convida à apresentação de propostas e projetos, liderados por estudantes, em ao menos um dos quatro setores sustentáveis, e oferecerá recursos para ajudar e aprimorar suas comunidades, locais ou escolas.

O fundo anual de US $3 milhões do Prêmio recompensa vencedores com US $600 mil em cada categoria; a categoria Escolas Secundárias Globais é dividida entre seis ganhadores regionais, com cada escola podendo reivindicar até US $100 mil para dar início ou expandir seu projeto. As seis regiões são as Américas, África Subsaariana, Oriente Médio e Norte da África, Europa e Ásia Central, Sul da Ásia, e Leste Asiático e Pacífico.

Os ganhadores serão anunciados em 2022 durante Cerimônia de Premiação na Semana de Sustentabilidade de Abu Dhabi (ADSW). Mais detalhes serão divulgados nos próximos meses.

Para se inscrever, acesse www.ZayedSustainabilityPrize.com.

Matéria anteriorQueimadas na Amazônia aumentam problemas respiratórios diz estudo da Estudo da Fiocruz e WWF-Brasil
Próxima matériaGrupo Reckitt anuncia investimento de R$ 8 bilhões em metas globais de sustentabilidade até 2030 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

20 + 8 =