Com todas as 278 Unidades verificadas e auditadas, Grupo conquista o reconhecimento do GHG Protocol por seus esforços na redução de impactos ambientais

O Grupo NotreDame Intermédica (GNDI), maior operadora de saúde do Brasil, acaba de receber o selo ouro do Programa Brasileiro GHG Protocol por seu desempenho no inventário de gases de efeito estufa (GEE), referente ao ano de 2020.

O Programa Brasileiro GHG Protocol é uma importante ferramenta usada para entender, quantificar e gerenciar as emissões de gases de efeito estufa em uma organização, e foi adaptado ao contexto nacional em 2008, pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas, seguindo as diretrizes internacionais do GHG Protocol.

“Com o avanço das questões sobre as mudanças climáticas, acreditamos que o grande objetivo de inventariar as emissões diretas e indiretas é entender o nosso impacto e com isso poder atuar na redução. Em 2020, a companhia compensou 100% das suas emissões por meio da compra de créditos de carbono do Projeto REEDD+ Vale do Jari e de certificados de energia renovável, por exemplo”, explica João Alceu Amoroso Lima, vice-presidente de ESG do Grupo.

No ciclo 2020, o inventário de gases de efeito estufa do GNDI contemplou todas as Unidades do Grupo, somando 278 unidades, e passou por verificação de 3ª parte pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que auditou o documento. A viabilização do reporte completo do inventário foi possível após a aquisição do software Climas, que auxiliou na coleta e quantificação dos dados de todas as operações do GNDI.

Ao fazer a compensação de todas as emissões de gases, o GNDI se tornou uma empresa “Carbono Neutro” em 2020, conforme publicado em seu Relatório de Sustentabilidade. O Programa Brasileiro GHG Protocol qualifica as empresas inscritas com selos nas categorias bronze, prata e ouro, seguindo a ordem de reporte parcial ou completo, bem como a verificação por auditoria externa.

 

Previous articleEmpresa brasileira de beleza banirá matérias-primas de origem animal até 2025
Next articleEstudantes brasileiros participam de projeto global sobre mudanças climáticas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

17 − nove =