De acordo com especialista, as soluções precisam ser pensadas para tecnologias e necessidades futuras dos moradores

Já é um caminho sem volta. A energia solar, graças à sua importante contribuição para a transição energética, tem se mostrado cada vez mais presente na matriz de energia de muitos países.

Para uma parte considerável de indústrias, o sistema de captação, geração e distribuição de energia solar já é realidade e exerce uma contribuição relevante para reduzir custos com energia elétrica e diminuir os impactos ambientais. Entretanto, quando se trata de sua própria casa, muitos não sabem como obter um sistema fotovoltaico e o que precisam considerar.

Canecas Personalizadas

Nas residências, o sistema fotovoltaico apresenta os mesmos benefícios para os proprietários que pretendem instalá-lo, com a vantagem de valorizar ainda mais o imóvel. Em alguns países, a média de quilowatts-hora chega a custar três vezes mais do que um quilowatt-hora de energia solar da própria residência. Justamente por isso, quanto maior for o consumo de energia fotovoltaica pela família, mais rápido será o retorno do investimento na instalação do sistema.

Para maximizar o autoconsumo, dois fatores importantes devem ser levados em consideração ao planejar o sistema: o consumo atual de eletricidade e as mudanças futuras na demanda de energia, como ter um carro elétrico ou adicionar um sistema de armazenamento de eletricidade, por exemplo.

Segundo Thiago Chinen, especialista técnico da unidade solar da Fronius do Brasil, subsidiária da fabricante austríaca de inversores, equipamento que converte a luz solar incidente nos painéis fotovoltaicos em eletricidade, somente quando estes pontos forem considerados o sistema fotovoltaico poderá ser dimensionado corretamente. “Os sistemas fotovoltaicos mais econômicos são aqueles cujo tamanho é idealmente adaptado às necessidades elétricas do proprietário”, acrescenta.

Ainda de acordo com um estudo sobre armazenamento doméstico da Universidade de Ciências Aplicadas de Berlim, componentes de qualidade permitem uma melhor eficiência em um sistema fotovoltaico, por isso, investir em bons equipamentos garante uma operação com baixos custos de manutenção e maiores rendimentos. “Para atender aos consumidores, possuímos soluções que já estão preparadas para a tecnologia de amanhã e que podem ser facilmente instaladas junto aos nossos inversores, como um carregador de carros elétricos ou um sistema de armazenamento de energia térmica, ou elétrica por meio de baterias”, detalha Chinen.

Além destes cuidados, a instalação precisa ser realizada por um profissional com treinamento regular, de preferência direto do fabricante, o que também garante a instalação e suporte adequados.

 

 

Matéria anteriorFerramenta gratuita ajuda no diagnóstico das empresas em relação às suas práticas ambientais
Próxima matériaTurma da Mônica e WWF-Brasil divulgam cartilha com orientações para descarte de resíduos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

20 − dezoito =