Empresa de eletrônicos novos e seminovos já contribuiu com a redução de mais de 65 toneladas de resíduos eletrônicos no Brasil

Uma preocupante ameaça ao meio ambiente, o descarte de resíduos eletrônicos, pode ter na comercialização de smartphones usados um importante aliado no Brasil. Cerca de 70% dos metais pesados encontrados em lixões e aterros controlados são provenientes de equipamentos descartados incorretamente, o que representa também sérios riscos à saúde humana.

O Brasil é o quinto país no mundo que mais produz lixo eletrônico, segundo relatório da Global E-Waste Monitor 2020, da Aliança Mundial para o Controle Estatístico dos Resíduos Eletrônicos. A mesma pesquisa revela que o brasileiro descarta muito mais resíduo eletrônico por habitante em comparação à média global. Em 2019, por exemplo, foram produzidas 2,1 milhões de toneladas de lixo eletrônico no país, o equivalente a 10,2 kg por habitante.

Canecas Personalizadas

No mesmo período, o mundo gerou 53,6 milhões de toneladas de lixo eletrônico, média de 7,3 kg por pessoa. Desse montante, apenas 17,4% foram reciclados. Ainda de acordo com o relatório, a estimativa é de que a quantidade de lixo eletrônico global chegará a 74 milhões de toneladas em 2030.

Percebendo a necessidade de uma mudança no mercado de eletrônicos, muitas revendedoras de smartphones e tablets, como a Trocafone surgiram com o conceito de que a compra de um smartphone usado de primeira linha e em perfeito funcionamento pode ser mais vantajosa não só para o bolso, mas também para a sociedade e o meio ambiente.

“O crescimento desse mercado em todo o mundo é uma realidade, principalmente pela democratização da tecnologia a um número cada vez maior de pessoas. Ao permitirmos a reutilização de aparelhos, promovemos o consumo sustentável. Desde a criação da empresa, já conseguimos reduzir mais de 65 toneladas de lixo eletrônico”, afirma Guille Freire, co-fundador e CEO da Trocafone.

Para garantir a qualidade dos equipamentos que serão revendidos, a Trocafone oferece garantia de 90 dias para problemas técnicos a todos os aparelhos que passam por um rigoroso processo de revisão técnica. Somente após um minucioso processo de reparação e análise os smartphones e tablets usados são disponibilizados para venda.

Matéria anteriorPecuarista pantaneiro ganha guia de melhores práticas de sustentabilidade
Próxima matériaApague a luz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

17 − dois =