Selo EuReciclo atua diretamente com mais de quatro mil empresas; Vapza é uma delas e, além da logística reversa, garante outras práticas sustentáveis em prol da questão socioambiental

O mês do meio ambiente é celebrado em junho, período em que datas como o Dia do Meio Ambiente (5) e o Dia da Reciclagem (17) são lembradas. Ambas também reforçam o compromisso socioambiental de empresas para implementar ações sustentáveis e inteligentes que colaborem com o ecossistema e reduzam a produção de resíduos poluentes.

Canecas Personalizadas

A Vapza Alimentos – empresa de atuação nacional que produz alimentos embalados a vácuo e cozidos a vapor – percebeu a importância de ampliar as práticas sustentáveis e reforçar o compromisso social. Em 2019 recebeu o Selo EuReciclo, certificação criada em 2016 que atesta a logística reversa de embalagens pós consumo de mais de quatro mil empresas em todo o Brasil. O modelo utilizado para conquistar o selo é o de compensação ambiental, ou seja, a garantia que uma massa de resíduos equivalente ao das embalagens que uma empresa coloca no mercado foi destinada à reciclagem.

De acordo com a própria entidade, desde que iniciou, já foram mais de mais de 214 mil toneladas de resíduos pós-consumo coletadas e cerca de R$11 milhões de remuneração para operadores de coleta e triagem, beneficiando cerca de 17 mil vidas. A Vapza contribui com esse montante por destinar, anualmente cerca de 27 toneladas de papel e 19 toneladas de plástico a empresas especializadas na reutilização e reciclagem desses materiais.

Sustentabilidade em prática 

Outra solução sustentável encontrada pela Vapza está nas embalagens BPA Free (ausência do composto BPA ou Bisfenol-A, que pode ser cancerígeno), que permite entregar um produto com maior segurança alimentar e saudabilidade para o consumidor. Ainda no quesito alimentação, a marca destina aproximadamente 128,17 kg de resíduos orgânicos sólidos por mês para compostagem a propriedades próximas ao polo fabril, assim evitando o desperdício de alimentos.

Outra iniciativa está ligada aos líquidos que passam pela Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), rigorosamente controlada por uma equipe especializada conforme regulamentação do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), e que garante a qualidade da água. O IAP também é parceiro em outro projeto que é a preservação da mata nativa da região onde a Vapza está instalada, em Castro/PR. A empresa segue os padrões regulamentados pelo sistema estadual de reposição florestal em que são repostas mudas de espécies de árvores dentro da propriedade.

Enrico Milani é CEO da Vapza e ressalta que o cuidado com o meio ambiente está diretamente ligado às responsabilidades sociais de uma empresa, sendo que essa apropriação sustentável faz diferença no mercado. “Nós, que trabalhamos com agronegócio, sabemos da importância da preservação da natureza e de um desenvolvimento sustentável. Acredito que o pilar ambiental enraizado da Vapza é um grande diferencial, já que colocamos em prática diversas ações que são benéficas a toda uma cadeia e temos investido cada vez mais nessas demandas”, completa.

Mercado consciente 

Essas ações, além de representarem um avanço significativo na construção de um mundo mais sustentável, também cativam clientes. De acordo com o estudo ‘Produtos de consumo e varejo: como a sustentabilidade está mudando fundamentalmente as preferências do consumidor’, apresentado em 2020 pela Capgemini Research Institute – empresa de consultoria global -, 79% dos consumidores (ou oito a cada dez, em média) compram de empresas que tenham cunho de inclusão e responsabilidade social, além de serem ambientalmente responsáveis.

A pesquisa foi realizada com 7.500 consumidores e 750 organizações, e também apontou que 53% dos entrevistados migraram para marcas menos conhecidas por serem sustentáveis. Ainda, 52% afirmam se conectar emocionalmente com produtos ou organizações que consideram “amigas do meio ambiente”. Essa conexão é notada pelas empresas, já que 77% dessas apontam que o fator sustentável realmente impacta na fidelização do cliente e 64% relatam aumento na receita. Também, de acordo com estudo, 64% afirmam que comprar produtos favoráveis ao meio ambiente os deixam felizes.

Matéria anteriorInvestimento de R$ 16,5 milhões nas comunidades brasileiras até 2022 vai beneficiar dois milhões de pessoas
Próxima matériaParceria entre piloto e startup promove reciclagem de resíduos em corridas no Autódromo de Interlagos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

catorze − 7 =