• Com o projeto Mata Viva, 8.500 mudas foram plantadas, o equivalente a 5 hectares de reflorestamento, num dos últimos redutos do Muriqui

A Fundação Espaço ECO, criada e mantida pela BASF desde 2005, tem como missão promover o desenvolvimento sustentável no ambiente empresarial e na sociedade. Para reforçar o compromisso global da companhia com o meio ambiente, a BASF vem apoiando o Programa de Compensação de Emissões Mata Viva®, que desde 2020 está direcionando os recursos do programa para a restauração do habitat de macacos Muriqui-do-sul no município de Anhembi, no interior de São Paulo.

O Projeto Mata Viva®, criado desde 1984, visa desenvolver soluções para proteger as margens de rios e córregos, além de beneficiar a biodiversidade nos Biomas brasileiros. A escolha da Floresta do Barreiro Rico é de extrema importância, pois o local tem histórico de impacto de 3 incêndios em menos de 10 anos e é uma das últimas casas do muriqui-do-sul, o maior macaco das Américas, que está criticamente ameaçado de extinção, segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

Canecas Personalizadas

“Proteger e restaurar florestas é um papel crucial na redução dos efeitos adversos das mudanças climáticas e da preservação de espécies. O projeto na região é mais um reflexo da importância da biodiversidade, em vista que a Mata Atlântica é o bioma mais afetado que consta na Lista Oficial da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Nos sentimos orgulhosos em contribuir para o bem estar do meio ambiente e um mundo melhor”, afirma Tiago Egydio, coordenador de Sustentabilidade da Fundação Espaço ECO.

A Mata do Barreiro Rico foi considerada por diversos estudos como área essencial para a conservação da biodiversidade. A floresta abriga um número expressivo de espécies, de fauna e flora, e a atividade de restauração realizada visa apoiar na conectividade dos fragmentos florestais da região. Além disso, estima-se que a restauração realizada nos 5 hectares removerá cerca de 1.200 toneladas de carbono da atmosfera ao longo do ciclo de seu desenvolvimento.

As Mudanças Climáticas e a Vida na Terra estão entre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs), definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). No intuito de oferecer um caminho para o engajamento a estes temas, a Fundação desenvolveu a calculadora de Pegada de Carbono, o SustenBot, para que as pessoas e empresas possam conhecer as suas emissões de Gases de Efeito Estufa. Com algumas perguntas é possível calcular as emissões de CO² geradas por cada indivíduo e instituição. Com isso, qualquer pessoa pode identificar quanto é possível reduzir suas emissões de carbono ao adotar práticas mais sustentáveis ou compensá-las por meio de doações de mudas para restauração florestal junto ao Programa Mata Viva®.

 

 

Matéria anteriorGrupo ‘Produtores Florestais do Vale do Taquari’ (RS) recebe certificação de manejo florestal responsável 
Próxima matériaExpedição Voz dos Oceanos, da Família Schurmann, ganha novo aliado na luta pela proteção dos mares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

nove + 18 =