Meta da empresa é elevar a quantidade de resíduo coletado para 3.000 toneladas por mês. Objetivo da iniciativa é devolver à cadeia produtiva telhas produzidas a partir desses resíduos gerados por residências, comércios e indústrias

A Telite, fabricante de telhas plásticas com 100% de material reciclado, já retirou mais de 500 toneladas de resíduos plásticos do meio ambiente, por meio do seu programa de logística reversa. Agora, a empresa acaba de anunciar a meta de elevar esse número para 3.000 toneladas de resíduos/mês. Para isso, investiu no desenvolvimento de um aplicativo, com base na tecnologia blockchain, que conecta consumidores, estabelecimentos comerciais, condomínios e indústria.

“Somos um grande facilitador para todos, retiramos 500 toneladas por mês de resíduos, entre garrafas, plásticos, papelões, metais e alumínios e nossa meta é elevar esse número para 3.000 toneladas de resíduos/mês, número que acredito chegaremos em breve, pois nossa aceitação no mercado superou nossas melhores expectativas, celebra o fundador da Telite, Leonardo Retto.

Canecas Personalizadas

Com o programa de logística reversa da Telite, o fornecedor se cadastra no aplicativo desenvolvido pela empresa e solicita a retirada dos resíduos destinados à coleta. A cada retirada ele acumula pontos que podem ser convertidos em dinheiro. Ao atingir 20.000 pontos, o resgate pode ser solicitado diretamente pelo aplicativo, que converte os pontos em dinheiro e realiza a transferência via Pix.

“É tudo feito de forma transparente e simples pelo aplicativo, o dinheiro cai diretamente na conta cadastrada, no tempo previsto, sem nenhum tipo de intermediário”, destaca Leonardo. Com a aceitação positiva do app, a meta da Telite é, em pouco tempo, ser reconhecida como a maior empresa privada de coleta seletiva do país.

Até o momento, por meio de empresas parceiras, a Telite ajudou a transformar 33 toneladas de papelão em outros produtos, como bobinas e caixas. Para dar o destino adequado a todo o material que recolhe, mas com o qual não trabalha diretamente, como garrafas, metal e alumínio, dentre outros, a Telite firmou parcerias e dá a esses itens os seguintes destinos/benefícios:

  • 42 toneladas de vidros e garrafas fornecidos a parceiros de reciclagem desses itens;
  • 60 toneladas de metal encaminhadas a siderúrgicas e transformados em novos produtos;
  • 50 toneladas de outros plásticos transformados em mourão plástico ou dormente.

Como um dos principais desafios da logística reversa e a informação clara do reaproveitamento do material, a Telite usa a tecnologia blockchain para acompanhamento e rastreamento dos resíduos coletados em todo o processo. Os materiais recebidos são fotografados e têm os dados inseridos na plataforma, que gera um QR Code, com ele é possível rastrear todo o processo de transformação do resíduo.

Matéria anteriorMultinacional brasileira amplia processo de destinação correta de embalagens
Próxima matériaInteligência artificial pode ajudar no combate a queimadas e incêndios

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco × três =