Início Notícias Campanha global é lançada para garantir que a natureza tenha voz na...

Campanha global é lançada para garantir que a natureza tenha voz na COP26

“Ouça-me enquanto pode” é exibida em todas as telas da empresa no mundo e convida a população a proteger a natureza

Até 12 de novembro, 20 mil líderes e delegados mundiais se reunirão durante a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26), em Glasgow, na Escócia, para discutir soluções para a crise climática mundial. E para garantir que a voz da natureza seja ouvida e fazer com que a população mundial entenda o que será perdido se falharmos em proteger a natureza, a Conservação Internacional, ONG que trabalha para garantir um planeta mais saudável para todos, e a Clear Channel lançam a campanha global na mídia “Ouça-me enquanto pode”.

As telas digitais da Clear Channel em seus mercados na Europa, Américas e Ásia exibirão peças da campanha. No Brasil, poderão ser conferidas nas mídias da Clear Channel localizadas no Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR). Toda comunicação veiculada conta com um QRCode que, ao ser escaneado, direciona o público para um hotsite exclusivo com informações sobre o trabalho realizado pela Conservação Internacional para proteger a natureza em todo o mundo até o dia 14 deste mês. Além disso, ao acessar, o público poderá conferir “as vozes da natureza”, como da floresta amazônica, da savana africana, das montanhas do sudeste asiático, do oceano pacífico, entre outras, e contribuir com a iniciativa.

Canecas Personalizadas

Os espaços publicitários doados permitem que a escala global atinja milhões de pessoas em todo o mundo. A ação pro-bono faz parte dos compromissos da Clear Channel em usar seus ativos, o potencial de alcance em massa e a capacidade de conectar marcas e pessoas para dar voz a algumas das questões mais urgentes do planeta, como combater as mudanças climáticas.

De acordo com a Conservação Internacional, a campanha será realizada em um momento muito adequado, durante a COP26 e seguida da 15ª Conferência da ONU sobre Biodiversidade (COP15), realizada em outubro, onde mais de 3 mil entidades e governos comprometeram a investir mais para proteger a biodiversidade.

“A natureza não é apenas algo bonito de se ver e ouvir, é essencial na luta para desacelerar as mudanças climáticas, para nossa própria sobrevivência. A ciência disso é clara: se não investirmos em deter a destruição da natureza, não conseguiremos evitar a catástrofe climática. Estamos trabalhando para direcionar investimentos para a natureza em benefício das pessoas e do clima”, diz o M. Sanjayan, CEO da Conservação Internacional.

A natureza pode fornecer pelo menos 30% da ação global necessária para prevenir os impactos mais perigosos da mudança climática, de acordo com a entidade. No entanto, soluções como proteção, restauração e manejo de florestas, manguezais e turfeiras recebem menos de 3% de todo o financiamento climático global. A campanha “Ouça-me, enquanto puder” dá sequência aos premiados filmes ” A natureza está falando “, lançado em 2014, cujo slogan, “A natureza não precisa das pessoas. As pessoas precisam da natureza”, adverte que salvar a natureza é realmente salvar a nós mesmos.

Para William Eccleshare, CEO da Clear Channel Outdoor, o intuito da empresa é criar um mundo melhor por meio da utilização de suas faces publicitárias. “Estamos fazendo nossa parte por meio de dois pontos vitais. Primeiro, usando todo o potencial do meio para ampliar o alcance entre as pessoas e facilitar o debate sobre questões importantes que muitas vezes não recebem a atenção que merecem. Em segundo, estamos promovendo mudanças tangíveis na nossa operação para reduzir nosso impacto ambiental. Por exemplo, no início deste ano, desenvolvemos um protótipo de mobiliário urbano que limpa a mesma quantidade de ar que 20 árvores. Também utilizamos materiais reciclados para construir nossos abrigos de ônibus e fazer parcerias com para criar cidades mais limpas”, enfatiza.

Vale lembrar que a Clear Channel é signatária do Pacto Global da ONU e se comprometeu a ser Carbono Neutro até 2050 em todas as suas operações globais, seguindo as diretrizes previstas no Acordo de Paris. A empresa está liderando projetos e iniciativas para impulsionar a sustentabilidade em todas as suas operações de negócios e apresentará um relatório sobre seu progresso em um próximo relatório ESG.

Matéria anteriorFabricante lança papel-cartão com 70% menos químicos e reduz peso das embalagens com poder das fibras
Próxima matériaCOP26: mais de mil empresas se comprometem com metas de reduzir emissões, alinhadas com limite de aumento da temperatura em 1.5°C no mundo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

20 + 12 =