A ação irá compensar o equivalente a 1.223,41 toneladas de embalagens que circularam no mercado interno em 2020

Inserida nas discussões de ESG e atenta à necessidade de continuar gerando mudanças em prol do meio ambiente, a Tramontina dá início a um novo projeto para equilibrar os impactos dos resíduos sólidos na natureza. A empresa, que já une produtividade e metas ao desenvolvimento sustentável por meio do projeto Tramontina Transforma, passa a compensar 22% do peso das embalagens que coloca por ano no mercado interno. Em 2021, foram compensadas 1.223,41 toneladas referente ao montante que colocou no mercado em 2020 em parceria com a eureciclo, maior certificadora brasileira de logística reversa desse tipo de material.

A indústria centenária já pratica em suas fábricas o reaproveitamento de resíduos das linhas de produção. Cerca de 80% dos excedentes gerados nas unidades, localizadas nos estados do Rio Grande do Sul, Pará e Pernambuco, são encaminhados para reciclagem e outra parte é reaproveitada na produção de novos itens. Agora, com o selo eureciclo, passa a incentivar a cadeia de reciclagem para reaproveitar resíduos equivalentes a 22% da massa de embalagens que coloca no mercado, garantindo o destino adequado ao material conforme a Lei 12.305/2010, mais conhecida como a Política Nacional de Resíduos Sólidos – o documento macro que traz a logística reversa como um de seus instrumentos. “Os investimentos em tecnologias limpas e na redução da geração de resíduos, efluentes e emissões atmosféricas já fazem parte da história e do DNA da Tramontina. A parceria com a eureciclo é mais um passo para fazer bonito hoje e transformar o amanhã”, afirma Ademir Beal, Diretor responsável pelo Comitê Ambiental da Tramontina.

Canecas Personalizadas

Apesar do grande potencial, a taxa média de reciclagem no Brasil não passa de 3,8%,  segundo o Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU) de 2020. Além de contribuir para a preservação dos recursos naturais, são destinados, por meio da parceria com a  eureciclo, recursos adicionais para os operadores de coleta e triagem e cooperativas de reciclagem, que hoje não recebem remuneração pelo serviço ambiental prestado (apenas pela venda). Dessa forma, atua na sustentabilidade financeira do setor e no incentivo à cadeia de reciclagem de materiais complexos. “Uma parceria como essa, com a Tramontina, garante a destinação correta dos resíduos de embalagens e ajuda a diminuir o impacto negativo no meio ambiente, algo que estamos precisando fazer acontecer mais do que nunca. Dessa forma, juntas, contribuímos para que as taxas de reciclagem evoluam no país, com incentivo aos atores dessa cadeia”, afirma Marcos Matos, diretor de Marketing e Vendas da eureciclo.

 

Matéria anteriorTecnologia pode reduzir 35% das emissões de GEE por empresas, diz estudo do BCG
Próxima matériaO primeiro Lab de Sustentabilidade começa nesta segunda-feira, dia 8 de novembro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezessete − 1 =