A revista AGNI.CE é a primeira publicação do Brasil a tratar exclusivamente sobre o tema da economia circular. A revista foi lançada em formato digital pelo Núcleo de Economia Circular (NEC), grupo internacional de estudos focado na transição para o novo paradigma econômico. Com o apoio da organização Exchange 4 Change Brasil (E4CB), a publicação terá divulgação trimestral e busca destacar as principais informações, eventos e iniciativas circulares em andamento no mercado brasileiro e ao redor do mundo.

“O tema da economia circular tem se difundido e popularizado, mas a falta de homogeneidade nas abordagens gera um risco de banalização e simplificação. Uma das maiores condições para viabilizar a transição circular é a compreensão do olhar sistêmico, que considere a integração das diferentes áreas de uma empresa e a participação de todos os atores envolvidos na cadeia produtiva, bem como a sensibilização da sociedade em geral para novos valores e atitudes”, comenta a diretora da E4CB, coordenadora do NEC e editora executiva da revista, Beatriz Luz.

No hinduísmo, “agni” significa “fogo” e, para a medicina Ayurveda, tradicional da Índia, a palavra representa o fogo digestivo, cujo equilíbrio é essencial para a saúde. O nome da publicação parte da ideia de “agni” como um processo de transformação fundamental ao bem-estar de todos, complementando-se com a sigla CE, de circular economy.

“Nosso objetivo com a criação da AGNI.CE é ajudar com o processo educativo e transformar aprendizados e discursos em práticas reais. Esta revista é o resultado da reunião de um grupo de especialistas incomodados com o status quo, que têm vivências internacionais e o desejo de despertar a consciência para novos modelos de negócio e estilos de vida. Trata-se de um trabalho de curadoria e co-criação de alta qualidade, trazendo para o mercado uma revista única, que promete ser fonte de informação para diversos atores”, explica a designer Vanessa Wagneur, idealizadora e editora da publicação.

A primeira edição da AGNI.CE conta com uma apresentação de Beatriz Luz sobre o contexto da circularidade no Brasil e com um detalhamento dos oito eixos fundamentais à transição circular, além de apresentar o Hub de Economia Circular Brasil. A revista traz ainda: uma entrevista com Daniel Lage Chang, coordenador de programas e projetos em bioeconomia do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI); um artigo de opinião sobre marketing circular assinado por Vanessa Wagneur; e um artigo de Érica Duarte, também idealizadora da revista, acerca dos tempos de adaptação para uma nova economia circular.

A publicação está disponível por meio de cadastro no site https://materiais.e4cb.com.br/cadastro-revista-nec.

 

 

Previous articleComo preparar seu negócio para as metas de reduções climáticas
Next articleAbertas inscrições para ideias inovadoras de investimentos sustentáveis no Brasil

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

vinte + quinze =