Estudo realizado pelo IEMI a pedido das têxteis Vicunha e Tecnoblu, também mostra o perfil do consumidor brasileiro de jeans

O Brasil detém umas das principais cadeias produtivas do jeanswear no mundo: ampla, integrada e diversificada, englobando desde a produção das fibras até a confecção das roupas. Não é à toa que somos um dos mercados mais modernos e competitivos do planeta neste segmento. Prova disto, é que o jeans, sozinho, já responde por 11,3% do consumo de roupas no varejo nacional, tendo movimentado quase R$ 22 bilhões em 2020, mesmo com o mercado de moda sob os efeitos da pandemia.

E com uma estrutura dessa magnitude, a sustentabilidade do produto é, cada vez mais, um fator decisivo na compra do jeans. Segundo um estudo exclusivo encomendado pela têxtil Vicunha e pela Tecnoblu, fabricante de etiquetas para a moda, ao IEMI Inteligência de Mercado, 40% dos brasileiros pesquisam sobre a sustentabilidade da roupa antes da compra e 53% adquiriram um jeans sustentável em sua última compra.

Canecas Personalizadas

“O consumidor brasileiro está cada vez mais consciente sobre o seu papel como agente transformador do futuro. E essa conscientização pressiona as grandes indústrias a apostarem em inovação e sustentabilidade. Para 87% dos entrevistados na pesquisa que compraram roupas sustentáveis, saber que a peça que estão adquirindo conta com uma produção mais consciente é um fator relevante na hora da decisão de compra”, explica Marcelo Prado, sócio-diretor do IEMI.

Tudo bem pagar um pouco mais

O estudo também apontou que, dentre os 40% dos brasileiros que pesquisam sobre a sustentabilidade do produto antes da compra, 83% deles estão dispostos a pagar mais por um jeans com impacto ambiental (e social) reduzido. Mas quanto a mais?

Para 48% dos entrevistados, 20% a mais no valor da peça é uma margem aceitável para produtos jeanswear sustentáveis. E de 20% a 30% a mais no valor do produto foi considerado aceitável por 17% dos entrevistados.

Quem são os consumidores de jeanswear no Brasil

O perfil médio dos consumidores de jeanswear é formado por mulheres, que representam 2/3 dos consumidores no Brasil (68% do total), de todas as camadas sociais. Além disso, são jovens: quase 90% delas têm até 45 anos de idade.   

Mas, quando questionados sobre quem são os usuários de jeanswear, 87% dos consumidores acreditam que esse produto pertença a todas as idades e somente um pequeno grupo vê esse produto apenas para jovens.

“O mundo vem se transformando numa velocidade jamais vista. Hoje, os consumidores não se contentam apenas com posicionamentos. Eles pedem iniciativas concretas de sustentabilidade das indústrias, que precisam se responsabilizar pelas suas ações no meio ambiente e na sociedade, abraçando para si a missão de inovar e criar produtos limpos e menos agressivos ao planeta. E além dessa demanda por produtos sustentáveis, o consumidor também espera por opções práticas, confortáveis e estilosas, disponibilizando-se em até pagar mais por isso”, analisa Marcel Imaizumi, diretor de operações da Vicunha.

 

Matéria anteriorMobilidade Elétrica cresce 53% no Brasil com venda de carros elétricos no último ano
Próxima matériaPrêmio Sustentabilidade 2021 abre inscrições para projetos inovadores no saneamento

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

9 − 6 =