Em resposta às práticas frequentemente destacadas no setor, este relatório detalha outra forma de pensar sobre a indústria têxtil. A Lacoste chamou essa nova visão social e ambiental de Elegância Durável.

Ciente do impacto da indústria da moda, a Lacoste definiu dois roteiros distintos:

Canecas Personalizadas

1 – Para tornar a igualdade de oportunidades uma realidade

2 – Dar vida aos princípios da economia circular no setor da moda

Solidificando uma expressão concreta desses compromissos, o Relatório de Desenvolvimento Sustentável da Lacoste destaca o progresso da empresa nessas questões e expõe suas ambições para 2025.

1 – Tornando a igualdade de oportunidades uma realidade

Convencido de que a diversidade é um impulsionador da comunidade, Lacoste escreveu seu roteiro ‘Elevando a Jornada’ no ano passado. Este programa visa promover a inserção social e profissional de pessoas desfavorecidas ou com deficiência. Para isso, a Lacoste conta com sua fundação e suas academias, fortalecendo seus campos de intervenção. Por quase quinze anos, a Fundação Lacoste tem apoiado um número crescente de associações parceiras que trabalham com jovens em todo o mundo. Dentro de sua própria organização, a Lacoste está implantando um ambicioso programa de mentoria – aberto a todos os seus funcionários – para permitir que eles forneçam apoio individual a uma criança ou adolescente a longo prazo, para construir um caminho de vida com eles, para transmitir conhecimentos e para ajude-os a projetar-se no futuro com maior confiança e paz de espírito.

A Lacoste, portanto, estabeleceu para si três objetivos até 2025 para garantir que, em sua própria escala, lutará contra as desigualdades:

– Envolver 1.000 funcionários da Lacoste no programa Elevating Journey. Este programa assenta em três eixos: reforçar a autoconfiança, desenvolver a qualificação profissional e ajudar as pessoas a criarem os seus próprios negócios. – Apoiar 10.000 jovens em sua ascensão social e profissional.

– Co-financiar 50 projetos de melhoria das condições de vida locais das populações envolvidas em nossa cadeia produtiva. Este programa, denominado ‘Livelihood’, permite à Lacoste selecionar e cofinanciar, com seus parceiros de produção, projetos de desenvolvimento nas comunidades com as quais a marca está ligada, para melhorar suas condições de vida.

2 – Dar vida aos princípios da economia circular

No final de 2020, Lacoste juntou-se à iniciativa ‘Make Fashion Circular’ da Ellen MacArthur Foundation. A empresa e a fundação compartilham uma convicção comum: a necessidade de reinventar o modelo de produção para desenvolver a economia circular. Para responder a isso, a Lacoste estabelece quatro objetivos para 2025:

– Alcançar o padrão Lacoste de excelência social e ambiental para 100% dos produtores de algodão e fornecedores industriais;

– Reduzir em 15% o impacto ambiental de cada peça vendida, otimizando o uso dos recursos naturais e reduzindo a poluição em toda a cadeia produtiva;

– Para dobrar a vida útil de toda a sua linha de camisas polo;

– Oferecer uma segunda vida a 100% dos resíduos têxteis e produtos não vendidos;

Essas ambições foram possibilitadas pela política de rastreabilidade implementada pela empresa. A Lacoste está, portanto, entre as primeiras empresas do setor a comunicar de forma transparente a lista completa de seus parceiros industriais, das oficinas de confecção às fiações.

“Como empresa, é nossa responsabilidade mostrar o caminho a seguir para uma indústria da moda mais sustentável. Com este roteiro duplo de ‘Elegância Sustentável’, estamos intensificando nossos esforços e definindo metas claras e tangíveis”, explica Catherine Spindler, diretora de marca da Lacoste.

 

Matéria anteriorMarca lança linha de malas ecológicas
Próxima matériaVai viajar e quer acomodações mais sustentáveis? Saiba como

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

17 − 6 =